Onde fica o Ponto GO tão polêmico Ponto G, ou Ponto de Graffenburg – o nome do ginecologista que primeiro o descreveu – é até hoje um mistério. O Ponto G existe ou é um mito? Onde fica o Ponto G?

Existem muito mais teorias que fatos, que atestem sua existência e/ou localização precisa.

O que é o Ponto G? Ele existe?

Nós, seres humanos, homens e mulheres, somos fruto de células de uma mesma origem, que em determinado momento do desenvolvimento, decidem se assumem pares de cromossomos idênticos (XX), gerando mulheres, ou XY, gerando homens. As mesmas células que dão origem aos órgãos sexuais, podem se transformar em pênis ou vagina, clitóris ou glande, útero e ovários ou testículos e próstata.

Em algumas mulheres, foi identificada uma área na parte anterior da vagina, cerca de 2 a 5 centímetros da entrada, cujo tecido – segundo alguns pesquisadores – se origina do mesmo tecido da próstata, que uma mulher não deveria ter. Esse ponto, com variação de tamanho e localização, apresenta uma sensibilidade maior que o restante do canal.

Segundo relatos de algumas mulheres, o Ponto G pode ser o responsável por um prazer maior, em alguns casos proporcionando uma “ejaculação feminina” (tudo especulação e teorias, ainda sem comprovações científicas).

Androx. Vitalidade e potência sexual

Como encontrar o Ponto G?

Muitos homens ficam tão preocupados em atingir o tal ponto que acabam frustrados em suas relações sexuais. É bom deixar claro que, além de não ser cientificamente comprovado, os mesmos pesquisadores que acusam a existência do tal ponto, assumem que nem todas as mulheres o possuem, e mais, nem todas as que possuem, sentem prazer quando estimulado o ponto em questão.

Portanto, se você tem curiosidade de saber se sua mulher ou namorada (ou mesmo você, mulher, que está lendo esse texto) possui o Ponto G,se é que ele existe, e sente prazer ao estimulá-lo, vamos ao mapa do tesouro.

A mulher deve estar em uma posição confortável e relaxada. Inserindo um dedo até aproximadamente a segunda articulação (metade do dedo indicador ou médio), com a parte tátil voltada para o clitóris, sinta a textura da parede vaginal. Quando atingir uma área áspera, pressione o seu centro e tente fazer movimentos suaves, até atingir uma área sensível como o clitóris.

Torne isso parte de uma brincadeira sexual, caso façam com uma parceira, ou apenas como descoberta do próprio corpo, caso tente descobrir sozinha. Se você não encontrar o famigerado Ponto G, não se desaponte, pode ser que ele nem exista.

Agora, se você encontrar e gostar… Vá fundo ;-).

Androx. Vitalidade e potência sexual