Emirados Árabes, 13 de abril. O paquistanês Abdul Aziz foi condenado a morte por apedrejamento por ter mantido durante anos relações amorosas com 4 enteadas. As meninas juntas possuem 11 filhos, mas Abdul diz que nem todos são dele. O paquistanês foi preso em 2005 após a menor de suas enteadas tê-lo denunciado. O motivo? Ele não a deixou casar-se com outro homem …

No Brasil, o jovem preso por estuprar e matar um bebê de apenas 1 ano e meio dentro de uma igreja em Joinville, pode ser solto. O advogado do pedreiro Oscar Gonçalves (22 anos), está entrando com um pedido de habeas-corpus, baseado em 8 testemunhas prévias. O pedreiro, que havia confessado o crime, voltou atrás em seu depoimento e afirmou que o fez por medo de represálias da polícia, achando que iriam investigar e constatar que ele não era culpado.

As enteadas do primeiro caso, receberão 80 chicotadas cada uma pelo seu crime. Já para a menina Gabrielli Cristina, a pena por ter sua inocência violentamente roubada dentro de uma igreja, foi a morte.