O que são estrias?O que são estrias?

Estrias são, basicamente, cicatrizes consequentes do rompimento das fibras de colágeno e elastina da pele, que existem para garantir a firmeza e a elasticidade. Os rompimentos são provocados pelo estiramento repentino e/ou excessivo da pele.

Estrias vermelhas

Em fase inicial, as estrias podem ter aparência rosada, avermelhada, roxa ou marrom, tudo depende do seu tom de pele. Isso acontece porque ela se rompeu recentemente e ainda está em fase de cicatrização.

Esse é o momento ideal para o tratamento de estrias, que ajudará no combate ou redução das estrias, melhorando rapidamente sua aparência. O tratamento para estrias vermelhas pode ser feito com cremes para estrias e/ou remédios para estrias.

Consulte um dermatologista assim que notar que a sua pele não está com aparência normal. Quanto mais rápido você iniciar o tratamento das estrias, melhores são as chances delas sumirem por completo.

Estrias brancas ou claras

Se as estrias não forem tratadas em fase inicial (estrias vermelhas), elas completam a cicatrização e ficam com um aspecto esbranquiçado. Quando se tornam estrias brancas, é mais difícil de combatê-las, pois já não tem mais cura – exceto por cirurgia plástica.

Todos os tratamentos para estrias brancas são feitos apenas para melhorar o seu aspecto e textura. Para isso, é necessário um tratamento mais profundo, que provoque a produção natural de colágeno, um tratamento de aplicação de colágeno – nesses casos, as estrias podem ficar com um aspecto 80% melhor – ou cirurgia plástica.

Consulte um dermatologista para que ele te examine e prescreva o tratamento ideal para estrias no seu caso.

Estrias em mulheres

As maiores vítimas das estrias, ainda são as mulheres. Elas aparecem normalmente na adolescência, que é quando a pessoa ainda está crescendo e/ou engordando rapidamente. Também são vítimas de estrias, pessoas que engordam e emagrecem com frequência – o conhecido efeito sanfona – pessoas que adquiriram massa muscular magra muito rápido e gestantes.

Mulheres grávidas tem tendência a ter estrias na região dos seios, barriga e coxas devido ao aumento de peso e mudanças hormonais. Existem vários tratamentos para gestantes para evitar estrias – hidratar a pele com óleo de amêndoas frequentemente é o mais conhecido.

Como evitar estrias?

Para evitar estrias, você deve cuidar da alimentação, ingerindo apenas alimentos naturais e saudáveis. Procure ingerir alimentos que contenham, vitaminas A, C e E, pois eles ajudam na produção de colágeno. Beba bastante líquido, especialmente água. A prática de exercícios também é bastante recomendada.

Além disso, é importante não tomar banho muito quente e nem se expor muito ao sol, pois isso faz com que a pele resseque muito. Mantenha a pele sempre hidratada com hidratantes corporais e óleos para o corpo, usando sempre após o banho, que é quando a pele absorve mais o produto.

Tipos de tratamentos para estrias vermelhas e brancas

  • Intradermoterapia: Injeção de substâncias que estimulam a formação de colágeno.
  • Dermoabrasão: Lixamento superficial da epiderme com micro-cristais de óxido de alumínio, que garante a regeneração celular da pele. É parecido com peeling.
  • Micro-dermoabrasão: Jatos de cristais que provoca esfoliação profunda e favorece a produção de colágeno. Como a pele fica mais fina, absorve mais os cremes de ácidos também muito usados para melhorar o aspecto das estrias.
  • Peeling: Tipo de esfoliação feito com diversos ácidos.
  • Transeisão: Introdução de uma pequena e fina agulha com micro-bisturi na ponta, que é usado para descolar as laterais da estria e preenchê-la com colágeno, após isso, as laterais são unidas novamente, ficando as estrias então, imperceptíveis.
  • Carboxiterapia: Injeção de gás carbônico no tecido subcutâneo, estimulando a produção colágeno.
  • Mesoterapia: Injeção de vitamina C e outras substâncias que estimulam a produção de colágeno.
  • Fraxel laser: Laser com micro-perfurações, que estimulam a produção natural de colágeno.
  • Dermaroller: É uma espécie de rolo com pequenas agulhas, que estimulam a produção natural de colágeno. Também é ótimo para rugas e acnes (espinhas).
  • Subcisão: Introdução de uma agulha grossa em toda estria, inclusive, por baixo dela.
  • Laser fracionado: Descamação da pele que estimula a produção de elastano e colágeno.
  • Ácidos: Normalmente em creme, provocam a descamação da pele e favorecem a produção de colágeno.

Não esqueça do principal: SEMPRE consulte um médico antes de fazer qualquer tipo de tratamento contra estrias, mesmo que seja um tratamento caseiro. A pele é um órgão muito sensível e tem capacidade limitada de recuperação. Tratamentos errados podem piorar a situação, ao invés de sanar o problema.