Essa é mais uma historinha de advogadas gaúchas. A primeira ganhou uma ação contra o Google por ter seu nome relacionado com a [BP]Bruna Surfistinha[/BP]. A segunda, Maria da Graça Mello, ficou famosa na Internet ao ter suas fotos safadas íntimas divulgadas. As fotos foram roubadas de seu [BP]notebook[/BP] quando foi pro conserto, e os dois menores responsáveis pela punheta esperteza foram processados e condenados a pagar cestas básicas.

Acontece que a advogada ficou famosa e acabou sendo convidada para posar no site Colirio, obviamente não foi nenhum trabalho voluntário e social.

O blog Direito e Trabalho sugere perdão judicial aos moleques. Eu diria que eles merecem uma parte da grana do ensaio, por terem descoberto o “talento” da profissional.

PS: Eu só estou acreditando que ela é advogada por conta do Dr. Jorge. Se não fosse ele desse meio (de direito, não do outro) eu diria que é balela. 😉

[BP]Direito,Advogadas,Notebook,Fotos Digitais,Câmera Digital[/BL]